quinta-feira, 13 de outubro de 2011

A fé sem ação é morta

     Tudo, em recuperação, parte do princípio de querermos. Há uma grande diferença de como a sociedade olha para nós, dependentes químicos, para o que realmente é o problema da dependência. Somos vistos como "irrecuperáveis", "vagabundos", "irresponsáveis" e outros tantos adjetivos. De fato, fomos nós, por nossas ações, que criamos tais esteriótipos nas pessoas sobre nossa condição. Portanto, compete apenas a nós mesmos desfazermos isto.
     Sei que recuperação não é fácil. Em novembro agora farei 3 anos de "limpo". Nesta tragetória, enfrentei e enfrento muitos problemas e obstáculos. É normal. A vida é assim mesmo difícil e, somando-se às problemáticas geradas pela adicção, as dificuldades aumentam. Mas, como comecei este texto, tudo parte do princípio de querermos. Se não é fácil, não é impossível.
     Percebo que há muito em mim a ser trabalhado, como em qualquer pessoa. A sociedade tem uma mania de ver apenas os defeitos do adicto. Tenho que ser vigilante para, acima de tudo, não recair. Uma recaída é algo horrível e bastante dolorosa para nós e nossa família. Não pretendo ser perfeito ou modelo para ser seguido, apenas ficar limpo por hoje. O amanhã pertence a Deus.

3 comentários:

  1. Adorei o post, o título é perfeito!!!
    Abs.

    ResponderExcluir
  2. Procurando sobre o tema na internet cheguei a este blog. Gostaria de saber se há ou deveria ter, ou mesmo não deveria ter o incentivo a denúncia ao tráfico, pois vejo todo um trabalho colocando o usuário como o que deve ser socializado e quase nada sobre o traficante.

    ResponderExcluir